domingo, 27 de setembro de 2009

A Fénix Renascida

A esperança a renascer das cinzas.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

«há lá coisinha melhor...?».



.pós hora Coca-Cola light, nos entretantos da hora da [parv]alheira.

quinta-feira, 4 de junho de 2009


Na segunda-feira foi a vez de irmos a Sintra. Mais uma excursão Cibática para visitarmos a Quinta da Regaleira e o Palácio Nacional de Sintra. Tínhamos previsto fazer um almoço maravilhoso e, tinhamos previsto também, ficarmos encantados com a magia da Quinta.

Tanta expectativa. O que acabamos por ver não foi o suficiente para a satisfazer. Mas o melhor de tudo foi a bela da sandes
comida na cafetaria da quinta. Pela módica quantia de 6€ comemos uma bela sandocha de frango no típico pão de forma de Sintra [credo que margens de lucro brutais...glup :(]

No Pálacio Nacional de Sintra fomos brindados pelo mau humor das funcionárias públicas que nos receberam. Não toleram um grupo de moçoilas belas e bem dispostas, invejosas... O Palácio é igualmente decepcionante...[ou será que a minha opinião destes locais foi altamente influênciada pela sandes de frango, ?]

Foi a loucura...

domingo, 3 de maio de 2009

As mais belas palavras...

Amigos,

aqui vos deixo, em meu nome e da Lara, um belíssima listinha de palavras cuidadosamente seleccionadas pelo seu significado e valor fonético de entre as 300 mil do vocabulário português.

Usem e abusem delas sempre que estiverem em interacção com nós a gente até porque, verdade seja dita, são palavras que enchem a boca e merecem ser ostensivamente usadas no nosso dia-a-dia.

E tratem-nas com carinho. São as nossas palavras favoritas.

Sem mais dilações, aqui estão elas:

badana
pachacha
farfalhudo
roliço/a
repolho
debochada (e todos os seus derivados)
nesga
rego
entrefolhos
badalhocas
bedum
******ona
***ta

(não me atrevo a reproduzir as duas últimas aqui...tentem adivinhá-las!)

Nhããããe!

Local: factos e ficções
Personagens: avant-guarda, um visitante repetente e deveras interessante, muitos outros visitantes.

Imaginem só o quadro que com breves pinceladas vos vou desenhar: uma visitante junto a uma peça de dominó gigante; avant-guarda, imediatamente atrás, atenta como sempre. A visitante chama o seu acompanhante, um interessante cavalheiro que deixa as meninas cibáticas em polvorosa. A visitante chama depois outra senhora que a estava a acompanhar. Trocam algumas palavras. O ar de dúvida mantém-se.

É então que se levanta o dedo curioso do dito cavalheiro e avant-guarda, localizada (e que bem localizada!) na retaguarda deste grupinho de visitantes, se dirige aos mesmos, qual David Hasselhoff (não me atrevo a comparar-me à Pamela Anderson...) calcando prontamente finos grãos de areia... Em câmara lenta e com a mesma banda sonora...





... aí vai avant-guarda, salvá-los de um mar de dúvidas!


Amigo T., para visitantes como tu, I'll be readyyyyy....

terça-feira, 28 de abril de 2009

embora tenha prometido a mim mesma não tecer qualquer tipo de consideração a respeito desta inominável idiotice...


Registo histórico: a reportagem alusiva à canonização de Nuno Álvares Pereira, amplamente emitida pela RTP, acaba por ser um pormenor acessório de somenos revelância, tendo o vaticano valley como cenário, face à grandiosa presença que importa revelar: o nosso galão, coroado pela alvura da espuma do seu cabelinho angelical... esse galã sedutor que nos inspira em dias soturnos vividos sem aquecimento operacional, sem electricidade operacional, sem xlmi operacional, sem alheira às 16:30, nem minis da cristal, sem gelado soft da olá, sem moelinhas, sem groselha fresca com dois cubinhos de gelo. Por tudo isto e tantas outras coisas, honra seja dada ao senhor que tantos milagres tem feito neste nosso ciba.Ei-lo o grandioso, o caloroso, o nosso mais-que-tudo, o nosso espírito santo sempre presente em toda e qualquer parte cibática, ei-lo o nosso anjinho barroco de barriguinha papuda e de bochechinhas ternurentas o nosso senhor rui coelhinho aos 3 minutos e 30 segundinhos... deo gratias!


_________//.


...agora que falo nisto caía mesmo bem uma bela canonização de frango e tomates cereja al pesto na minha bendita barriguinha. canónigos absolutamente irresistíveis!


domingo, 12 de abril de 2009

Boa Páscoa


E para todos os meus amigos que estiveram a dar o corpo ao manifesto neste feriado, vão os votos de uma feliz Páscoa!

Eu por mim, cá vou indo na minha labuta diária a aprumar tudo...Vida dura, nem tenho tido tempo de visitar-vos!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Os japoneses já cá chegaram... Viva a Mangamania

Legendagem:

Lara, Raphael, Micael, Simão, Suse
Vânia, Henrique, Dália, Bárbara, Alina
Andreia, Rui, Rosário, Maria, Tânia

As chefias:

Rita e João



segunda-feira, 30 de março de 2009

nas asas da traição: flagrante delito




Eu, lá atrás, e a minha Dali em grande plano.


.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
.
.
.
.

.

Eu, em primeiro plano, concentro-me nas coordenadas; Dali, em segundo plano, aproveita-se da minha concentração, ignora-me, e faz olhinhos ao comandante Manuel Riba - vira-se a cara 3 segundos, repito: 3 micro-seguindinhos à rédea solta, e pronto... é no que dá... isto. 3 segundos foi o tempo da minha distracção, e da traição descarada, foi o tempo suficiente para determinar, publicamente, o fim de uma ex-relação.

.
.
[...]

facadinha#1 - paga-se c/ a mesma moeda: um beijinho à minha eterna amor(A) Vânia, com língua e cabelos à mistura, à la grande e à la portugaise, como se quer, em privado;


facadinha#2 - insulta-se a visada: oh sua esta, sua aquela...:)!

segunda-feira, 23 de março de 2009

p/ a avant-guarda e suse: 'bora revê-lo em vhs?!



...agora fechem os olhinhos, esqueçam o protagonista broncolóide, e imaginem a presença do capitão Manuel Riba, a vozinha de clarinete, o braço de veludo, e o olhar de cãozinho sem dono, com aquela fardinha engomada e reluzente... :)... ai, ai, não é Dali :P...

Programa das festas

No seguimento de dois dos mais recentes posts feitos nesta humilde mas alegre casa, apresento-vos o programa de hoje para a festa extra-cibática:







Um clássico dos clássicos, aposto que nas vossas mentes já ecoa a voz melodiosa de uma jovem senhora gritando a plenos pulmões "Teique maiiiiii brefe auêêêêêêêiiiiiiiii"**...

Um miminho para a dona Sushi, que me confessou nunca ter visto esta pérola das lides aéreas, falha a colmatar em breve!

Bjinhos extra-cibáticos***


**música que ganhou, nesse ano, o Óscar para melhor música!

quarta-feira, 18 de março de 2009

Nó de Gravata

Aprendam de uma vez por todas, Ok?


A minha paciência para fazer nós a torto e a direito à malta está no limite!

Heterónimo,
Delfina Martins

terça-feira, 17 de março de 2009

1ª Visita de Estudo Cibática


A nossa primeira visita de Estudo foi ontem à Base Aérea de Monte Real.

Entre outras coisas foi-nos apresentado o interior do cokpit do avião F16 / ML1. Tivemos ainda o alto privilégio de o experimentarmos.

Agradecimentos especiais:
  • Capelão André Batista
  • Manuel Riba
  • Bacalhau Silva
  • ...todos os Outros que não memorizamos o nome!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

CARNAVAL

Fantasias de Carnaval









Dama















o sonho,
Princesa








Tam.10 - só é preciso querer

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

I love the eighties!

Isto foi o que, num misto de loucura e boa disposição, nos saiu tão inocentemente:




Mas isto, caríssimos, era o que realmente pretendíamos:


and the oscar goes to...


dev patel [interpreta jamal k. malik em "slumdog millionaire" (danny boyle, 2008)]

a estrela de que se fala: di maria!

«acalenta o sonho de um dia vestir a camisola da selecção Indiana. »

«Uma cara; duas vidas»
fachaouacha dixit.
...

«a história de um rapaz com vida dupla»

«2 sonhos uma realidade: existem negociações entre slb e hollywood, apesar de bollywood acenar com mais milhões»

rapha dixit.
...
«qualquer semelhança com a realidade é pura ficção»
« @estado: em preparação para o próximo remake do clássico "splendor in the grass" (elia kazan, 1961) [contratação em curso]»

lara dixit.
...

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Aritmética do Trabalho

Chefe esperto + Empregado esperto = Lucro

Chefe esperto + Empregado burro = Produção

Chefe burro + Empregado esperto = Promoção

Chefe burro + Empregado burro = Hora extra


Caríssimos,

Como sabem fomos escolhidos pelo nosso elevadíssimo QI.
[sendo eu a excepção que confirma a regra, uma vez que vim preencher uma desistência]


Agora está entendido definitivamente porquê que conseguimos terminar as nossas obrigações em tempo record: Somos assistentes polivalentes e espertos

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

guess who#3:les tres riches heures du duc de berry.





















Dois folia de iluminura do "Livro de Horas" do Duc de Berry, relativo aos meses de Fevereiro e Maio (se no primeiro um céu cinzento de chumbo descai sobre uma paisagem de neve, o último surge retratado como o reflorescer da folia: o tempo de cavaleiros e amazonas)Pois é camaradas, abancai-vos e tende fé, tende fé... no Espírito Santo...
.
.
Códice iluminado por Gebrüder Limbourg.
.
.
[se vos interessar: clicai na imagem p/ ampliar]

é tão bonito, não é?

[re: pelos não vistos, é. a julgar pelos avultados e lisonjeados comentários]


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

prescrição e posologia: um polivalente por dia nem sabe o bem que lhe fazia.

Já sabem porque é que as taxas moderadoras aumentam a partir de hoje?
Aturar gente alucinada e paranóica a toda hora e a todo o instante e a todo o custo, non è facile...
Eis que é chegado, finalmente, o momento de deixarmos de ser moderados e nos fazermos valer do cuidado, excepcional, da nossa forma de tratamento.
Há falta de uma bata branca por perto, temos o nosso tão caro colarinho-branco.
«As taxas moderadoras de consultas, as urgências e actos médicos em hospitais e centros de saúde vão ficar mais caras a partir deste domingo. Só as cirurgias em ambulatório baixam o preço e passam a custar menos cinco euros.
Assim, as consultas nos hospitais centrais e distritais sobem 10 cêntimos. No primeiro caso, o valor passa de 4,40 para 4,50 euros e no segundo de 2,90 para três euros.
Nos centros de saúde, os utentes passam a pagar 2,20 euros, mais cinco cêntimos que anteriormente.
Em relação às urgências, o pagamento deixa de ser feito conforme a tipologia do hospital e passa a ser efectuado consoante se trata de uma urgência polivalente (9,40 euros), urgência básica e urgência médico-cirúrgica (8,40 euros) ou em centros de saúde (3,70 euros).
Por cada um dos primeiros dez dias de internamento, a factura passa a ser de 5,20 euros e o serviço domiciliário sobe 10 cêntimos, fixando-se nos 4,70 euros.
A cirurgia de ambulatório é o único acto médico cuja taxa moderadora desce na nova tabela, num total de cinco euros: custava 10,20 euros e passa a custar 5,20.
Recorde-se que, o Estado deverá arrecadar 69,3 milhões de euros na cobrança de taxas moderadoras em 2008 no Serviço Nacional de Saúde, cerca de menos dois milhões que no ano anterior, segundo dados da Administração Central do Sistema de Saúde..»
«Em relação às urgências, o pagamento deixa de ser feito conforme a tipologia do hospital e passa a ser efectuado consoante se trata de uma urgência polivalente (9,40 euros), urgência básica».
[percebem agora o motivo pelo qual a tal senhora precisa tanto de nós, e dos nossos serviços. Tonta. Trate-se, sim, mas pague-nos!
Percebem agora porque é que os polivantes são stick to the entire work force, imprescindíveis para sanar toda e qualquer questão com carácter de urgência. Sim, meus camaradas, yes, we are good! yes, we are remédio santo, não dos genéricos básicos, mas ultra-extra-ordinários. ]
[aumento de 23% é obra nas taxas moderadoras é obra...]

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

ascenção moral: my heart... melting#2, desta feita com bolinha.

De há 4/5 meses a esta parte

- formas de tratamento in crescendo; da Exm.ª Senhora Rosário C.:


[quando a arca ainda cheirava a bolos]


."olha-me esta maravilha";
."vem cá meu amor";
."anda cá meu amorzinho";
."a minha menina, onde é que ela anda?";
."a minha menina?"
."o meu piolhinho";
."a minha larinha?";


[quando o "caso começou a mudar de figura", literalmente]


."a ' nha lara?";
."onde é que ela anda ?";
."qu' é dela?";
."oh, oh, oh, oh lá vai ela";
."oh p'ra ela, viste-la" [a minha preferida, definitivamente.]
."oh tu?";

[a "coisa" começa a aquecer, e "diz que" promete]

."oh pschhhht!";
."oh estritostrifásica";
."a de Leiria?";
."a de lá de cima";
."palerma!"
."olha-me esta gaja";
."olha-me p'ra aquilo";

[quando as ameaças começam - se não é tiro e queda, é tirou e queca, se não vejamos:]

."não sejas parvas, não, que eu te digo!";
."são mesmo coninhas estas comunas-refilonas-conspiradoras"; [ui, fetichista e tudo c/ dto. a ménage-a-trois]
."és mesmo conas, muitA conas! conas*!"


[...]
[hoje, depois de ter "picado o dedo" com insistência, quatro vezes, no crono-sensor por este não me ter reconhecido a impressão digital, e com efeito me ter negado/declarado e lançado para uma vertiginosa e profundíssima crise de identidade e me ter propiciado o confronto directo com a minha vil existência humana com o garrafal: "plim! não existe! pim! não existe!plim! não existe!", vem sua excelência, de mansinho, em pezinhos de lã e mãos com toque de fada pedir-me desculpas pela forma de tratamento peculiar que tem tido para comigo: «meu amor, eu só chamo de conas às pessoas de que amo, pelas quais nutro grande amor, muito amor mesmo, ouviste, tu e aquelas gajas doidas malucas que estão para ali a falar de masturbacoiso com mamas & coiso & tudocoiso são as minhas meninas lindas, ouviste, sabes disso não sabes, vá lá, anda lá, dá-me um beijinho... não sejas conas». naturalmente, que, nesse preciso instante, me viro para esta senhora de seu nome inocentemente apelidado de Rosarinho, (uma senhora que bem que podia ser minha mãe, só não digo avó por uma questão de (Amútuo) respeito), e riposto: «ó Rosarinho deixe-se de merdas, não seja conas, vá dê-me lá esse tal beijo. o seu marido está aí? - está, responde-me, e já chegou, não o vês cegueta?. ó, então tem de ser rápido e sem língua rosarinho, lamento.»]




[*] conas! - palavra absolutamente "virginal" no meu vocabulário, até há "coisa" de duas horitas e meia atrás... quando a rosarinho me impeliu a dar-lhe uso, vocabularmente falando, claro está...


a/c de sua exª: se isto não é amor, o que será, fo**-se?

se considerarem demasiadamente obsceno e/ou susceptível solicitava um comunicado oficial, ou uma nota de serviço interno conforme o disposto legal, submetido a parecer superior, e posterior aprovação ministerial, a fim de remover o conteúdo implícito do presente post. não obstante, relembro v. exas.: apenas e tão somente se "considerarem de-ma-si-a-da-men-te obsceno" e não "obscenoZinhinho". - (escrito a azul. sob a forma dissimulada de auto-censura).

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

ascenção social.

Pois é meus caríssimos compinchas de colarinho-branco, está confirmado: a nossa camarada avant-guarda adquiriu um novo veículo automóvel. Endinheirada, abastada, aburguesada, sempre foi, tal como suspeitávamos, apesar de dissimular a nobreza da sua mui ilustre & casta condição, fazendo-se parecer uma plebeia-subalterne-à-laia-de-stick-to-the-entire-work-force ao passear-se com aquele clio vermelhinho à la bolchevista, tão low-profile.

Indícios de self-made-girl:






















porta-chaves em pvc.

=




















- 15/09, avant-guarda passeia-se por s. jorge no seu tal renault clio. compra um porta-chaves da fundação, em pvc, cujo valor, não excedendo os míseros 2.50 euritos, é bem elucidativo da pobreza franciscana que se lhe impunha no coração. depois da hora do expediente reúne os talões de desconto do continente, que entretanto fora acumulando durante o mês, e aproveita, assim, a promoção da semana, trocando-os por litros de combustível. sim, o clio era a gasóleo. sim, era de rede. com dois lugares, apenas, para dois parcos, franzinos e famintos ocupantes, apenas, e tão somente, quão naturalmente, pois "era o que faltava o socialismo coorporativo sobre quatro rodas! mais de dois é uma multidão, coisas do demo! coisas de proletariado!", descai-se. pois é, meus caros, a "patrícia" era exímia ao fazer-se passar de sovina.



[...]



















- 24/01, avant-guarda passeia-se por s. jorge no seu novo veículo automóvel, não traz choffeur, para não dar muito nas vistas. conta. e porque "a verdade tem de vir ao de cima gradualmente". acrescenta. compra um novo porta-chaves da fundação,desta feita, em prata metalizada, cujo valor se aproxima dos astronómicos 78 euros. uma bagatela. confessa. deixou de ir ao continente. aproveita, agora, as visitas do nosso exmo. senhor presidente e, juntos, voam de helicópetro rumo à capital do reino para se abastecer no "el corte inglès", por supuesto.
agora diz que é oligarca. reconhece.


=


























































porta chaves de prata metalizada.


p.s.: há dois dias que tento entrar em contacto com a dita cuja. em vão. chamadas frustradas. do outro lado da linha responde-me sempre o atendedor de chamadas: "galleta-de-alcochete só fala na presença dos jornalistas"... e esta hein? agora anda armada em famosa. snobítica-high-profile a gaja!


[tudo em ciBa: crise para que vos quero...]

sábado, 24 de janeiro de 2009

My heart... melting...


A ternura das coisas simples;
A perfeição das três tangerinas, perfeitamente descascadas, perfeitamente alinhadas, perfeitamente acomodadas num recipiente perfeitamente adequado para elas;
As melhores sobremesas do mundo, como só as nossas mãezinhas sabem fazer (ou, neste caso,pôr a jeito).

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Lavamos tudo ... mas a FRIO





Ahhh pois é, estamos a evoluir, com serviço completo, lavamos tudo a eito, sempre a frio claro está, pode demorar, mas fica lavadinho...

Bolas de Berlim do tamanho da minha cabeça

Num desabafo partilhei a minha fantasia:

Et voilá, a Lara Croft comentou com a sua familia e a D. Fernanda lança o desafio ao pasteleiro da pastelaria Pau de Canela do Telheiro...

3 dias depois:

Uma bola do tamanho da minha cabeça!Huuum... nham, nham, deliciosa!

A IDEIA VAI PEGAR.

Bolos de aniversário versão "Bolas de Berlim", já sabem onde podem encomendar

[a D. Fernanda é a intermediária]

Beijocas a todos mas especialmente à familia Croft, que tanto me mima!

Fantasias



domingo, 18 de janeiro de 2009

guess who#2.



The Golden Knight (Life Is a Struggle), 1903,
Gustav Klimt.

[eles atacam]






nós, heróis justiceiros da táctica dos quadradinhos, contra-atacamos.




não somos membros deste club (não nos deixam, é pena...).... porque de acordo com as convenções socio-[a]morais é na diplomacia retórica que se manifesta a superioridade e discernimento,
...mas já merecíamos uma medalhinha... pela
divina contenção, aparente serenidade e santa paciência que temos tido perante certas situações
mais "inopinadas"...

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Dedicação, Amor, Coisas que o Ser Humano não entende...


"Vistam a camisola...!" Bela frase com a qual não nos deixamos impressionar mas com a qual vivemos. Passamos vergonha, passamos tristezas, passamos alegrias e orgulho... Mas nem nos apercebemos que realmente vestimos a camisola que tantas vezes parecemos odiar. Qualquer dia faço uma tatuagem... Não queremos as visitas por curiosidade! Queremos desafios intelectuais com os quais podemos evoluir! Os senhores que querem entrar à borlix bem podem tirar o cavalinho da chuva!! Já nada nos engana! Nem o algodão! Vamos dar as melhores assistencias polivalentes do país! VIVA SOURE 1111...VIVA A BATALHA REAL 1385!!!! (estes dois ultimos são e serão jogos de cpu)

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

crime de colarinho branco. delito de primeiro grau.


e
























Provas forenses:


Crime qualificado ultra-engendrado do mais alto nível. o(s) criminoso(s) deve(m) ser de alto calibre e altamente experientes tendo em consideração a subtileza do pormenor do algodão, surripiado algures, introduzido dentro do indefeso e frágil copinho de plástico, furtado algures, para silenciar o chocalho que as oito moedinhas, larapiadas algures, pudessem ocasionar, evitando assim uma provável luta na lama desgrenhada, entre senhoras meretrizes de colarinho branco,... após as inúmeras revistadelas à mochila não foi possível sequer vislumbrar o rasto de uma impressão digital que pudesse denunciar o cabecilha de tamanho delito.


Quem Foi, Que Se Acuse : s.f.f....



[assunto sob investigação]



video


[nem a inscrição do post-it amarelo "para a lara com amor", roubadinho algures, indicia o presumível autor do crime...ah sacaninhas...]


p.s.: amanhã o chocalhinho será devolvido à procedência. os bolinhos foram dados con il amore...

O Exorcista...

Após 13 anos a trabalhar com o público, pensei já ter passado por tudo o que era possível, mas não.

Afinal não...

Depois de ontem me terem berrado aos ouvidos como se estivessem a domesticar um animal selvagem e perigoso, refiz a lista de coisas com as quais o público ainda não me presenteou:
  • Murros e pontapés;
  • Facadas;
  • Assaltos à mão armada;
  • Refém;
  • Sequestro;
  • Violações;
  • [afinal ainda faltam umas quantas cenas...mas com o desenrolar dos acontecimentos poderá estar para breve!]
Obrigado à criatura que me proporcionou esta experiência.

Para a próxima será tudo diferente pois já serei experiente a lidar com loucos dominados pelo demo, com sede de protagonismo.

A esta criatura desejo-lhe sorte.

Sorte para encontrar um bom padre que lhe faça um exorcismo para se conseguir libertar do demónio que o está a prender às trevas e a fazer infeliz... Boa Sorte!



P.S.1: Com isto tudo não enchi a barriguinha com os bolos que a Lara Croft trouxe, brrr...

P.S.2: Obrigado aos colegas pelo apoio e compreensão! :)

Azia?

Brevemente disponível na nossa cafetaria e loja!



(esperemos nós!)

domingo, 11 de janeiro de 2009

eis a nossa dália magna: a nossa super-heroína [da táctica] dos quadradinhos





















































p/ a nossa Super-Guerreira&Justiceira,
p/ a nossa
Wonder-Woman,
p/ a nossa mulher-maravilha, a exm.ª senhora dona Dália-Magna um miminho à escolha
p/ a próxima terça-feira... entretanto, vai pensando...


************muitos.


ass.: «lara martini/brandy, põe croft a um canto!»

quem nos segue: