segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

crime de colarinho branco. delito de primeiro grau.


e
























Provas forenses:


Crime qualificado ultra-engendrado do mais alto nível. o(s) criminoso(s) deve(m) ser de alto calibre e altamente experientes tendo em consideração a subtileza do pormenor do algodão, surripiado algures, introduzido dentro do indefeso e frágil copinho de plástico, furtado algures, para silenciar o chocalho que as oito moedinhas, larapiadas algures, pudessem ocasionar, evitando assim uma provável luta na lama desgrenhada, entre senhoras meretrizes de colarinho branco,... após as inúmeras revistadelas à mochila não foi possível sequer vislumbrar o rasto de uma impressão digital que pudesse denunciar o cabecilha de tamanho delito.


Quem Foi, Que Se Acuse : s.f.f....



[assunto sob investigação]





[nem a inscrição do post-it amarelo "para a lara com amor", roubadinho algures, indicia o presumível autor do crime...ah sacaninhas...]


p.s.: amanhã o chocalhinho será devolvido à procedência. os bolinhos foram dados con il amore...

2 comentários:

avant-guarda disse...

Eu sei quem fomos mas não nos acuso.

Lara disse...

pois, eu suponho quem foste, mas não faço ideia...

quem nos segue: